Seja bem-vindo. Hoje é

24 de mar de 2011

'Talvez existam anjos com olhos de musgo'


Caminhamos por entre as árvores
com a boca a saber a menta e a malvas.
Trazemos nas mãos um herbário
de tão fugaz esperança
que nenhuma outra se tece sem desvios
na dobra do peito.
Talvez existam anjos com olhos de musgo
à beira dos abismos por onde se esgueiram
os dias que nos roubam a eternidade.
Talvez a turbulência verde na borda dos ribeiros
unja de seiva a passagem do tempo.

Graça Pires
De 'A incidência da luz', 2011

Do blog da escritora, poema de seu último livro,
lançado em 19/03/2011 - Editora Labirinto- Portugal

1 de mar de 2011

Um poema de Vicente Ferreira da Silva


é no silêncio
que se sente a essência,
que se percebe que nem tudo reluz,
mas que há esperança
na existência.
...
é no silêncio
que se pensa a consciência,
que se tenta ascender a humanidade
ao encontro da lembrança.

é no silêncio
que o oleiro molda o barro em luz,
na amplitude dum pequeno gesto

e também é no silêncio,
em silêncio,
que se ora ao Criador

Vicente Ferreira da Silva

Ser, parecer


Entre o desejo de ser
e o receio de parecer
o tormento da hora cindida

Na desordem do sangue
a aventura de sermos nós
restitui-nos ao ser
que fazemos de conta que somos


Mia Couto