Seja bem-vindo. Hoje é

20 de jul de 2009

O Lírio



Sempre que a noite se rende
à madrugada
a essa hora, em que o negro
na cor roxa se transmuda
Suspira, o dia que chega
a alegria do seu suspiro de vida !
…E suspira a noite que parte
que é sempre triste a partida
- Assim - o lírio nasce
feito da noite e do dia
Puro e frágil
Perfeito e belo
Discreto, puro e casto
cor de mágoa
cor de dor
como um sorriso com lágrimas
sobre a túnica de Senhor.
Assim o lírio nasce
mais sonhado, que criado
mais oração que flor.

Maria José Rijo
in: O livro das Flores

Nenhum comentário:

Postar um comentário