Seja bem-vindo. Hoje é

19 de out de 2013

Nem sempre o corpo se parece




Nem sempre o corpo se parece com 
um bosque, nem sempre o sol 
atravessa o vidro, 
ou um melro cante na neve. 
Há um modo de olhar vindo 
do deserto, 
mirrado sopro de folhas, 
de lábios, digo. 

Eugénio de Andrade
In "O Sal da Lingua" (1982)


Nenhum comentário:

Postar um comentário