Seja bem-vindo. Hoje é

17 de out de 2013

5

5

A cidade que os homens deixaram de habitar
está agora sitiada por eles

Não deve passar em claro o exagero que há na
palavra sitiada

Como exagero haveria na palavra cercada ou
outra qualquer sinônima sem querer levantar a
debatida questão da sinonímia perfeita

Os homens estão apenas em redor da cidade tão
incapazes de entrarem nela como de se afastarem
para longe definitivamente

São como borboletas da noite atraídas não pelas
luzes da cidade que já se apagaram há muito

Mas pelo perfil desarticulado dos telhados e das
empenas e também pela rede impalpável das antenas
da televisão

De dia uma enorme ausência guarda as portas
da cidade

E as ruas tem aquele excesso de silêncio que há
no que foi habitado e agora não

Na cidade apenas vivem os lobos

Deste modo se tendo invertido a ordem natural
das coisas estão os homens fora e os lobos dentro

Nada acontece antes da noite

Então saem os lobos a caçar os homens e sempre
apanham algum

O qual entra enfim na cidade deixando por onde
passa um regueiro de sangue

Ali onde em tempos mais felizes combinara com
parentes e amigos almoços intrigas calúnias

E caçadas aos lobos


José Saramago
in ‘O Ano 1993’

Nenhum comentário:

Postar um comentário